1

Meus primeiros Selinhos...

Olá pessoal...
Estou muito feliz... Ganhei selinhos da amiguinhas de blog.
O primeiro que ganhei, foi esse da Ingrid Ribeiro do blog Como ser mãe de um Príncipe e da Michele Camargo do blog Histórias de uma Mãe Apaixonada:

O PRÊMIO LIEBSTER destina-se a blogs com menos de 200 seguidores e pretende premiar a amabilidade, gentileza, beleza, simpatia do blog (e a blogueira) bem como dar-lhe as boas vindas. As regras deste prêmio ditam que se responda a 11 perguntas colocadas por quem me presenteou, e a contar 11 fatos sobre mim. Agora tenho de escolher 11 blogs para receber o selo e fazer 11 perguntas. Espero que a minha escolha possa ajudar na divulgação dos blogs. Depois as eleitas tem de escolher também 11 blogs com menos de 200 seguidores e fazer 11 perguntas para receber o selinho.

Essas foram as perguntinhas da Ingrid Ribeiro, com as minhas respostas:

Sonho: Já realizei, ser mãe!!!

Comida preferida: Lasanha.

Prazer: Ver meu filho sorrir pra mim.

Viagem dos sonhos: Paris...

Paixão: Minha família.

Um filme: Ps Eu te Amo
 
Um livro: Adivinha o quanto eu te amo?

Amar é: Ter seu coração batendo fora de seu corpo pro resto da vida (Davi)

Não vivo sem: Meu filho e meu esposo.

Descreva-se em uma palavra: MÃE

 E essas foram as da Michele Camargo, com as minhas respostas também:
 
1 -Por que criou o blog?
Para dividir minhas experiências de mãe om outras mães...

2 - Ultimamente quais os blogs que você acompanha?
Muitos, A maioria sobre Bebês, como assunto principal.

3 - O que a maternidade mudou na sua vida? 
Praticamente TUDO...rsrsrs e pra melhor...

4 - Como foi a descoberta da sua gravidez? Para quem contou 1º?
Foi emocionante, chorei muito de alegria...contei ao meu esposo, depois para minha mãe.

5 - Geralmente o que você faz aos finais de semana? 
Curto meu bebê e meu esposo.

6 - Qual a sua maior qualidade?
Amiga de todos.

7 - Pra você, qual é o significado de amizade?
Sinceridade.

8 - Pretende ter mais filhos?
Sim, só mais 1. Pra completar a alegria.

9 - O que você acha sobre adoção? Adotaria uma criança?
Acho um ato de amor. Sim , adotaria.

10 -  Teve desejos estranhos durante a gravidez? Quais?
Não muitos... rsrsrs Só de coisas gostosas...chocolate, lanches...

11 - Qual a sua opinião sobre a amamentação exclusiva?
Acho lindo quem consegue, apoio totalmente.


Depois em um próximo post, irei repassar esse selinho com as 11 perguntinhas para mais 11 blogs...

E o segundo selinho lindo que ganhei, foi da Ingrid Ribeiro (Como ser mãe de um Príncipe):


Muito obrigada meninas!!! Simplesmente AMEI!!!

Beijussssssssssssssssss
2

Chupeta?

Assim que o Davi chegou da maternidade, a titia Rose colocou a chupetinha na boca dele... Mas antes do bebê nascer, eu não queria que ele chupasse chupeta, pois sempre ouvi dizer que a "bendita" estraga a dentição, atrapalha a amamentação, dá problemas no sistema digestivo, e por aí vai...
Mas não é bem assim,  a chupeta não é tão vilã assim... desde que usada corretamente, como"item de conforto" e não acessório e tirado na época certa.

Um acessório não é a mesma coisa que um item de conforto  - depende de quem está no controle, a mãe ou o bebê. O acessório é algo que o pai ou a mãe escolhe e controla. Um item de conforto, como o cobertor ou o bicho de pelucia favorito, é algo que a criança adota. Os acessórios são oferecidos nas primeiras semanas após o nascimento; os bebês não adotam os itens de conforto antes dos 6 meses ou mais.
A chupeta pode se encaixar nessas duas descrições: se a criança acorda quando ela cai da boca (não é o caso do Davi) e precisa que a mãe a coloque de volta, é um acessório. Se a criança fica acordada sem ela ou consegue colocá-la de volta na boca, é um item de conforto.

O uso da chupeta não deverá ultrapassar os três anos de idade, para que o prejuízo para os dentes sejam reduzidos, além disso seu uso deve ser racional, estando associada ao berço e à hora de dormir, por exemplo.
A chupeta pode ser um excelente instrumento para acalmar o bebê, quando está irritado ou sonolento, mas não deve servir para solucionar problemas como susto, cólica ou para consolar o bebê por estar sozinho.
Estudos provam que o uso da chupeta favorece o desenvolvimento de alterações na arcada dentária e na musculatura da face da criança. A conclusão das pesquisas refere que quanto mais tempo a criança fica com a chupeta na boca, seja só apoiando, sugando de vez em quando ou sugando o tempo inteiro, maiores tendem a ser as alterações dentárias.
Entretanto, bebês prematuros, hipotônicos ou que apresentem dificuldade para sugar seio materno, podem beneficiar-se do uso da chupeta, desde que esta seja ortodôntica e utilizada com o monitoramento de profissional habilitado para treino de motricidade oral, porque mesmo sendo mais anatômicas e menos prejudiciais aos dentes, não devem ser usadas indiscriminadamente sob o risco de causar as mesmas alterações na arcada dentária do bebê em menor escala.

Como tirar a chupeta do bebê?

Tirar a chupeta do bebê, é um processo que deve acontecer antes que a chupeta se torne prejudicial, já que o vício com o tempo fica mais forte. Por isso ajude o seu filho a larga-la o quanto antes, por volta do primeiro ano de vida.
  • Quando sair de casa, explique à criança que a chupeta fica em casa;
  • Use-a apenas para dormir e tire da boca da criança enquanto ela dorme;
  • Explique à criança que ela já não precisa da chupeta e estimule para que seja ela e jogar a chupeta fora;
  • Se tiver um primo ou irmão mais novo, peça à criança que dê ao bebê a chupeta;
  • Sempre que a criança pedir a chupeta, distraia-a falando de outra coisa ou oferecendo outro brinquedo.
A chupeta para o bebê representa um prolongamento do bem-estar que ele sente enquanto mama, tem um efeito relaxante  e alivia a sua excitação especialmente antes de dormir.  Porém quando o uso da chupeta se prolonga para um período superior aos 3 anos, se torna prejudicial para o desenvolvimento dos maxilares e dentes.

Fontes: Tua Saúde e Os Segredos de uma Encantadora de Bebês
0

Ritual da Hora do Sono...


Quando finalmente percebi  que era preciso ensinar o bebê a dormir, além de seguir os conselhos da Encantadora de Bebês, colocando uma rotina durante o dia, também adotei um "Ritual da Hora do Sono"...
É bem simples... eu apenas faço as coisas da mesma maneira sempre...
Quando vai se aproximando a hora de dormir, procuro diminuir o ritmo das atividades com o Davi, pra que ele não fique muito agitado (embora o papai saiba agitá-lo como nimguém...rsrsrs) bom enfim, levo-o pro seu quartinho e começo o ritual do soninho...
1º um banho bem quentinho... seja de banheira ou chuveiro;
2º Músiquinhas calmas de banho;
3º Na hora da troca de roupa, musiquinhas de ninar com muitos beijinhos e carinho;
5º Beber água (ás vezes mamadeira, quando da muita fominha);
6º Luzes apagadas, colinho e aconchego da mamãe;
7º Boa noite com beijinho, coloco no berço ainda acordado... e até amanhã!!!
Procuro fazer sempre assim, pra que ele saiba o que vai acontecer, pois o bebê não gosta muito de surpresas... Até mesmo nas sonecas do dia, sigo uma rotina parecida.
Alguns detalhes também são essenciais, como o silêncio momentaneo,  o quarto escurinho para o descanso e colocá-lo para dormir sempre no mesmo horário...
Bom, sempre deu certo com o Davi... ás vezes temos imprevistos e o ritual do sono se modifica e se adapta ao ocorrido... Mas o legal é seguir direitinho, respeitando sempre a individualidade do bebê!
Quem quiser adotar um ritual do sono, fica a dica!!!

Beijossssssssssssss



0

Educar com Palavras de Amor...

 
Criar filhos não é uma tarefa fácil... isso é fato!!!
Mas sempre acreditei que com amor e carinho a convivência entre pais e filhos torna-se prazerosa... os pais querem estar perto de seus filhos e esses por sua vez, querem estar com seus pais.
Quando os pais, ao criar seus filhos, demonstram amor, carinho e respeito, passam um legado de paz à sua família.
Desde cedo, os pais começam a ensinar o que é certo e o que errado ao bebê, impõem regras e limites, com o intuito de que seu filho torne-se uma pessoa boa e de caráter inquestionável quando crescer.
Eu acredito que na criação de filhos, ao ensinar, devemos usar palavras de carinho e de amor. Usar palavras educadas!
Creio no poder das palavras e na influência e impacto que elas podem ter na vida de uma criança. Se ao falar com uma criança de forma firme, mas carinhosa ela irá perceber o amor por detrás da intenção, mas ao fazer uso de palavras rudes, xingamentos e palavrões, sempre que for corrigi-la, a criança sentirá como agressão (como realmente é).
Conheço crianças calmas e dóceis, cujo os pais tratam com a maior doçura possível, sem deixar de corrigir quando necessário, com a rigidez, a calma e a paciência cabíveis ao momento. Como conheço também, crianças extemamete agitadas, nervosas e irritadas, cujo os pais são extremamente nervosos, usam de palavras de baixo calão para chamar a atenção do filho, e bem como agressão verbal (sem falar na agressão física também) o tempo todo para com o pequeno.
O que eu quero dizer, é que existem outros meios para ensinar uma criança sem que seja necessário partir para as formas de agressão... Como educadora, e agora mãe, acredito que a conversa seja uma ótima aliada na educação. Seja firme! Mostre o que é certo, elogie quando necessário, desencoraje as práticas erroneas de seu pequeno, faça-o refletir suas atitudes, coloque-o para pensar... corrigir o filho não é errado, só devemos nos atentar para as formas como isso será feito.
Então fica a dica, eduque agora, enquanto pequeno, mas faça isso com palavras de amor...

Beijosssss

Renata Silva
0

9 Meses...


Hoje meu principe completa 9 meses... cada dia mais lindo, fofo, esperto e fazendo a mamãe e o papai felizes!!!
  
O que um bebê de nove meses consegue fazer?

É incrível como o tempo passou, de um ser aparentemente passivo, agora o bebê já consegue se expressar mostrando desejos, vontades e sentimentos.

O bebê de 9 meses está em constante atividade. Ele só para quieto na hora de dormir. Por isso, a mamãe tem que ter fôlego para acompanhá-lo, já que ele está cada vez mais craque no engatinhar e na prática de escalada de móveis e paredes.
Alguns bebês desenvolvem uma nova maneira de se locomover entre o engatinhar e o andar, usando os quatro membros. Eles conseguem ficar em pé sozinhos e se segurar. Aos pouquinhos vão começando a soltar as mãos para testar o equilíbrio.
Com essa idade ele já aprendeu a bater palminha e o faz sempre que cantam para ele.
Em relação ao desenvolvimento emocional e social, quando está envergonhado ou leva uma bronca pode fazer beiço, baixar os olhinhos, esconder o rosto e ficar com vergonha.
O bebê de 9 meses consegue colocar emoção nas suas “falas”. Articula as primeiras palavras de duas sílabas como mamã, papá, au-au e reage corretamente as palavras familiares como: me dá, pega, vem, não pode.
A criança de 9 meses não só imita o tom de voz que ouve como também as expressões faciais dos adultos que falam com ela.
Nessa fase, elas aprendem gracinhas como piscar o olho e fazer “cheirinho”.
 
 Como estimular o bebê de nove meses?

A criança de 9 meses gosta de audiência e fica animada quando a mamãe, o papai, a vovó e a madrinha estão por perto rindo e fazendo festa para ela. Se é aplaudida, repete a gracinha.

Para que a criança desenvolva bem sua inteligência, converse e explique para ela tudo o que vai fazer, seja no banho, na refeição, na troca de roupa. Diga: “abre a boca”, “vamos lavar a perninha”, “a fralda está suja”, “vamos colocar a roupa vermelha”. E lembre-se de pronunciar as palavras corretamente.
Os livrinhos de cores fortes são um ótimo estímulo para o bebê. Algumas editoras desenvolvem livros para essa faixa etária com diferentes texturas, figuras alegres, sons. Os bebês adoram e podem aprender muito com eles.
Para fortalecer a musculatura, ajude seu filho a se manter em pé. Esse estímulo vai ser importante para a fase de andar. Mas lembre-se que cada criança tem um ritmo diferente e pode levar mais ou menos tempo para passar de uma etapa para outra.
Ensine a criança a usar corretamente seus brinquedos, mostrando como fazer, guiando suas mãozinhas, ajudando e aplaudindo quando ela acerta.

Fonte:  Guia do Bebê


0

Sorteio no blog "Confissões de uma grávida"

O blog "Confissões de uma grávida" está com um sorteio muito legal...
Vamos participar, eu já estou...

Olha as regrinhas:


Olá meninas e meninos, como podem ver Confissões de uma grávida está de carinha nova para começar 2013 com tudo. 

Resolvi então fazer o meu 1º sorteio que consiste em um premio dado por mim no valor de R$ 200,00 de 1 template do Kit combo básico do  Cantinho do Blog personalizado  do  jeito que você quiser ( veja aqui o que contempla o kit básico
 O sorteio será realizado no dia 03/03/13 e o prêmio será entregue de 8 a 10 dias após a confirmação do(a) ganhador(a).
Por se tratar de um produto  virtual não haverá necessidade de envio de produto pelo correio portanto não terá frete ou custo algum para você.
Poderá  participar do sorteio todas as pessoas que possuírem blogs do blogspot/blogger.

Regras a seguir:

- Seguir o Blog Confissões de uma Gravida.
- Curtir a pagina do Facebook Confissões de uma Gravida ( caso tenha).
- Criar um post de divulgação do sorteio em seu blog.
- levar o selinho do sorteio para seu blog.
- Comentar neste post de divulgação do sorteio deixando seu e-mail de contato e o endereço do seu blog, além do link do posts de divulgação do sorteio.
As inscrições  poderão ser realizadas até  o dia 26/02/2013 antes da data do sorteio,após esta data caso faça inscrição será descartada.
- Cada participante terá um numero em ordem crescente de comentários e o sorteio será realizado pelo gerador online de sorteio Randon.
- Só  poderá realizar apenas uma inscrição, comentários duplicados serão excluídos.
- Serão excluídos  comentário  que não forem referentes ao  sorteio no post do Sorteio
Após a realização do sorteio o(a) ganhador(a) terá 3 dias para recorrer ao prêmio, realizando um comentário no post de divulgação do resultado do sorteio, para que todos vejam que ela recorreu ao prêmio dentro do prazo estipulado, caso   a mesma não entre em contato no tempo estipulado estarei realizando novo sorteio entre as pessoas inscritas.
7

O Sono do Bebê by Tracy Hogg

Quando estão dormindo, os bebês, assim como os adultos, passam por ciclos de sono que duram aproximadamente 45 minutos. Primeiro passam por um sono profundo e depois pelo REM, um sono mais leve, que traz os sonhos e, finalmente, leva a um estado de consciência. Esses ciclos são quase imperceptíveis para a maioria dos adultos (a não ser que um sonho muito vívido nos acorde). Normalmente, apenas viramos de lado e voltamos a dormir sem nem mesmo perceber que acordamos.
Alguns bebês fazem exatamente o mesmo. Você pode ouvi-los fazendo ruidos, como se estivessem mal-humorados. Desde que ninguém os perturbe, logo eles retornam para o mundo dos sonhos.
Outros bebês, ao sair do sono REM, não são capazes de voltar a dormir com tanta facilidade. Com frequência, isso ocorre porque os pais entram correndo no quarto desde que eles nasceram ("Ah! Você já está acordado!"). E, assim, esses bebês nunca têm a oportunidade de aprender a transitar pelos ciclos naturais de sono.

A Maioria dos Problemas de Sono Ocorre Por...

...um dos seguintes eventos antes da hora de dormir:
  • o bebê é amamentado;
  • alguém ficou andando com ele no colo;
  • o bebê é acalentado ou embalado;
  • o bebê adormeceu no colo do adulto;
       ou...
  • quando o bebê estava dormindo, os pais entraram correndo no quarto ao seu primeiro gemido; ele poderia ter voltado a dormir sozinho sem a interferência bem-intencionada, mas então acaba se acostumando a ser salvo pelos pais.
Fonte: Os Segredos de uma Encantadora de Bebês

2

Horas de Sono


 
Sempre me preocupei com a quantidade ideal do sono do bebê... quanto tempo de sono noturno ou as sonequinhas diárias... Saber essa quantidade exata de horas de sono ajuda muito na rotina do bebê...
É muito importante, e tem que levar a sério... hoje o Davi dorme quase 12 horas por noite e ainda tira as sonequinhas da manhã e da tarde com duração de 2h a 2h e meia... (uma benção - salvo quando passa pelos picos e saltos no desenvolvimento, ou nascimento de dentes).

Achei um site que fala especificamente sobre as horas de sono necessárias para bebês e crianças:

Horas de Sono do Recém-nascido, Lactentes e Crianças

Recém-nascido: 1 Semana 

- Bebê dorme bastante, 15-18 horas/dia
- Geralmente em intervalos de 2-4 horas
- Não há padrão de sono

2 a 4 semanas

- Sem tabela de horários, permita que o bebê durma quando precisa
- Bebê provavelmente não dormirá por periodos longos à noite
- O maior período pode ser de 3-4 horas

5 a 8 semanas

- Bebê está mais interessado em brinquedos e objetos
- O maior período de sono começa a aparecer regularmente nas primeiras horas da noite
- O período mais longo é de 4-6 horas (menos se tem cólicas)
- O bebê "fácil" tem períodos mais regulares
- Ponha-o para dormir aos primeiros sinais de cansaço
- Ponha-o pra dormir: não mais que 2 horas acordado
- Após acordar pela manhã já está pronto para soneca somente 1 hora depois
- O bebê vai se distrair mais facilmente, então precisa de um lugar quieto pra dormir
- Crie uma rotina de atividades que acontecem antes de cada soneca e da hora de dormir à noite
- Sinais de extrema fadiga: irritável, puxa o próprio cabelo, bate na própria orelha

3 a 4 meses

- A necessidade é maior de um lugar calmo e quieto para dormir, pois o bebê se distrai mais facilmente
- Não deixar o bebê acordado por mais de 2 horas (alguns agüentam somente 1 hora)
- 6 semanas de vida é quando o período de sono mais longo deve ser preferencialmente à noite (não de dia)
- O maior período de sono é somente de 4-6 horas
- Comece a colocar o bebê para dormir antes dele começar a ficar irritado ou sonolento

4 a 8 meses

- O sono do bebê se torna mais como o do adulto, com período inicial de não-REM
- A maoria acorda entre 7 da manhã, mas geralmente entre 6-8.
- Se o bebê acordar antes das 6 é bom colocar para dormir após mamar e trocar a fralda
- Não é possível mudar a hora que o bebê acorda de manhã colocando-o para dormir mais tarde
- Comidas sólidas antes de dormir tambem não resultam em acordar mais tarde
- O período acordado de manhã deve ser de cerca de 2 horas para bebê de 4 meses e 3 horas para bebês de 8 meses
- Então a soneca da manhã é por volta das 9 horas para a maioria
- Tenha um período tranqüilo e quieto, parte da rotina de dormir, com duração máxima de 30 minutos. Essa rotina deve começar 30 minutos ANTES do fim do período que o bebê fica acordado
- Um soneca só é restauradora se é de 1 hora ou mais, algumas vezes 40-45 minutos conta, mas 1 hora ou mais é o ideal
- Conte com outra soneca após 2-3 horas acordado
- Evite mini-sonecas no carro ou parque
- Não deixe o bebê tirar uma sonequinha para compensar uma soneca perdida
- Se o bebê tira a soneca quando deveria estar acordado, bagunça a rotina acordado/dormindo
- A Segunda soneca é geralmente entre meio-dia e 2 da tarde (antes das 3)
- Deve durar 1-2 horas
- Uma terceira soneca poderá ou não ocorrer, se ocorrer será entre 3-5 da tarde e geralmente bem rápida
- A terceira soneca desaparece por volta dos 9 meses de idade
- A hora de dormir ideal é entre 6-8 da noite, decida pelo quanto a criança está cansada
- Empregue uma rotina antes da cama com a mesma seqüência de eventos toda noite, assim a criança começará a predizer o que vem a seguir, ou seja, o sono
- A criança poderá acordar de 4-6 horas depois para mamar, algumas estarão com fome mas outras vão dormir direto, depende do indivíduo
- Uma Segunda mamada podera’ ocorrer por volta de 4-5 da madrugada

9 a 12 meses

- A maioria dos bebês dessa idade realmente precisam de 2 sonecas/dia com duração total de 3 horas de sono
- Por o bebê pra dormir à noite mais cedo permitirá que ele durma até mais tarde de manhã (em alguns casos não )
- Rotina usual: acorda às 6-7 da manha, soneca da manhã 9:00, soneca da tarde 1:00 (antes das 3 pra não atrapalhar com o sono da noite), dormir à noite entre 6-8 pm
- Se o bebê que dormia à noite toda começar a acordar, tente antecipar a hora de dormir gradualmente de 20-20 minutos.

12 a 21 meses (1 ano a 1 ano e 9 meses)

- Muda de 2 sonecas para 1 soneca/dia, total duração de sono 2 horas e meia
- Se a mudança para 1 soneca é difícil, tente por na cama mais cedo, a criança poderá tirar 2 sonecas num dia e 1 no outro até estabilizar

21 a 36 meses (1 e 9 meses a 3 anos)

- Maioria das crianças ainda precisam de uma soneca
- Em média a soneca é de 2 horas mas pode ser entre 1-3 horas
- Maioria das crianças dormem entre 7-9 da noite, acordam entre 6:30-8 da manhã
- Se a soneca não aconteceu, é preciso por na cama mais cedo ainda
- Se a criança não dorme bem durante a noite, não permitir que a criança tire a soneca pode ser problemático, causar extrema fadiga
- Se a criança acorda entre 5-6 da manhã, e está bem descansada, pode-se tentar encorajar mais sono com cortinas escuras
- Ir pra cama mais cedo pode resultar em acordar mais tarde de manhã (sono traz mais sono, na maioria dos casos)

3 a 6 anos

- A maioria ainda vai dormir entre 7-9 da noite, acorda entre 6:30 e 8 da manhã
- Aos 3 anos a maioria das crianças precisam de 1 soneca todos os dias
- Aos 4 anos, cerca de 50% das crianças tiram soneca 5 dias/semana
- Aos 5 anos de idade, cerca de 25% das crianças tiram soneca 4 dias/semana
- Aos 6 anos de idade as sonecas geralmente desaparecem
- Aos 3 e 4 anos a soneca dura 1-3 horas
- Aos 5 e 6 anos a soneca dura entre 1-2 horas

7 a 12 anos

- A maioria das crianças de 12 anos vão dormir entre 7:30 e 10 da noite, na média 9 da noite. A maioria dorme 9-12 horas/noite.
- Muitas crianças de 14-16 anos agora precisam de mais sono que quando eram pré-adolescentes para manter a atividade ótima e serem alertas durante o dia


Free Baby Roll ani Cursors at www.totallyfreecursors.com